texto: Guilherme Bayara | Imagens: We♥it

Carinha feliz

Há quanto tempo levanto a placa de felicidade?

Há quanto tempo não fico feliz de verdade?

Há quanto tempo não me sinto eu mesmo?

Por apenas parte do dia sou feliz, sou verdadeiro, me sinto bem...

Sentia falta de algo além do que conseguia contar. Além do que conseguia sentir. Passei a sentir falta de mim!

Seja feliz!

E hoje, finalmente me achei, me achei em tempo integral, durante todo o dia! Não foi apenas uma parte, não foi apenas um momento de sinceridade...

Voltei a ser eu.

Entre o andar dali pra cá, o caminho dividido com um amigo, a risada sinceras brotando, a compreensão absoluta... A falta de preocupações. Estar no lugar a qual pertenço... Senti falta de tudo isso, senti falta da segurança que isso me dá, senti falta da tranquilidade que sinto. Senti falta de poder ser eu mesmo, sem preocupações.

Apenas andei, apenas ri, apenas tomei um sorvete, apenas abracei meu amigo, apenas me soltei, apenas me diverti, apenas fui eu. FUI EU!

Eu novamente! Eu vivo! E respirando! Eu andando! E rindo! Eu comentando! Eu olhando!

Em cada momento, fui eu! Não me senti falso por um segundo se quer... Apenas me senti! EU!

O que me leva a pensar... 

Que decisão tomei, que me fez deixar de ser eu? Que me fez me perder?

Pois, hoje, foi um dia atípico na minha agenda...

Amanhã ela volta ao normal...

E por mais que eu volte a ser mais eu, parte da minha segurança e da minha tranquilidade serão levadas embora novamente...

O que faz pensar, novamente...

Será que eu não deveria repensar minha decisão?

Ela pode ser altamente benéfica no futuro, mas pode deixar um estrago no passado...

E agora, ainda não sei qual é o melhor para mim...

Agora, apenas sei que...

Hoje me achei! Hoje fui feliz! Hoje eu fui EU!

E quero aproveitar cada segundo dessa sensação.

felicidade pura