Texto por: Guilherme Bayara | Imagem: We ♥ it

tumblr_l272s2RweT1qb9ixao1_500_large

Uma vez me disseram que felicidade é algo muito bobinho para se escrever sobre... Eu concordei. Pois sempre que vamos escrever uma poesia, texto ou música, as palavras parecem ter mais peso e serem mais profundas se os mesmos são tristes, críticos e etc. A tristeza é algo complexo e profundo... Já a felicidade é simples e meio bobinha, talvez até inocente demais...

Bom, talvez seja ai que se esconda a magia.

Fiquei me perguntando, como algo tão bom pode ser bobo?

Acho que talvez bobos sejamos nós escritores que não conseguimos transcrever a alegria. Talvez não consigamos transformar amor em poesia, pois quase sempre que achamos que chegamos o mais perto possível, escrevemos melancolicamente.

É, nesse texto, quase cai nesta armadilha. Pois, o que escrevi até agora foi uma critica, e eu duvido que estas palavras lhe tenham feito mais feliz.

Então mudarei de foco. Não criticarei a falta de textos sobre felicidade, os quais eu mesmo poucos redigi.

Apenas olhe para a imagem do post. Esse lindo boneco de neve parece carregar consigo uma alegria pura e simples. Tão simples que fica complicado descrever. Mas que tal tentar ser um pouco inocente e talvez até um pouco ingênuo, e me arriscar na tentativa de descrever a alegria?

Quando era criança, jamais tive dificuldade de descrever a alegria, eu sempre dizia: “É quando eu sorrio e tudo fica mais legal.” Simples, direto e real. Talvez seja esse o problema, tentamos colocar muitas palavras onde não é necessário. Felicidade é aquele sentimento que te faz se sentir mais leve e de um jeito que ninguém sente igual, ninguém consegue explicar, todo mundo sabe o que é e sabe reconhecer.

Alegria, felicidade, amor, amizade... 

Tão bons, que não nos cabe descrever, nos cabe apenas sentir.

Para chegarmos perto de descrever tais sentimentos, devemos reviver a ingenuidade de criança e mostrar o sorriso mais sincero que pudermos.

Sorria!

Simplesmente...