Texto: Guilherme Bayara | Imagem : Guilherme Bayara (Foto da folha em que o texto foi escrito)

<KENOX S730  / Samsung S730>

Completamente sem sentido

Minha vida está completamente sem sentido.

Milhares de linhas tortas tentando formar um retrato.

Milhares de linhas tortas, desenhadas por uma mão deficiente, criando um desenho defeituoso.

Folha borrada, marcada, manchada.

Imunda, graças a meus erros...

Vida torta, bagunçada

Vivida por um ser errante

Por um ser machucado...

Mas por mais que manche, borre, queime, rasgue. Sempre vejo uma ponta branca no papel... Uma singela e inocente ponta branca, limpa, no papel.

Ainda há o que desenhar e ainda há o que se viver, e sei que no fim terei em minha frente uma obra de arte e os borrões, bem, os borrões serão parte do retrato final.

Uma vida de linhas tortas que se tornarão minha maior obra de arte. Pendurarei com orgulho.