Texto: Guilherme Bayara | Imagem: We ♥ it (We heart it)

momento_bolha_pequenas_coisas

As coisas mais simples...

As que passam mais rápido...

As que você parece não perceber...

Já me disseram uma vez que os detalhes é que fazem toda a diferença... Aqueles pequenos segundos de reação sincera, ou aqueles olhares de rabo de olho, ou o silêncio antes de uma resposta...

Pequenas coisas, corriqueiras, muitas vezes ignoradas. Sim, ignoradas. Afinal, elas são pequenas, certo? Pequenas coisas nas quais não vemos importância... Das quais pensamos ser capazes de viver sem... As quais, acreditamos não serem nada diante das grandes...

Mas são essas pequenas coisas que formam os grandes momentos... De segundo em segundo se forma um minuto, de minuto em minuto se fora uma hora, de hora em hora se forma um dia e assim vai até se formar uma vida. Uma vida repleta de pequenos momentos se juntando em grandes memórias... Uma vida repleta de pequenos segundos preenchendo o tempo...

Pequenas coisas podem te fazer feliz, podem te fazer triste, ou podem não lhe trazer emoção, mas estão em sua memória. Pequenas coisas...

Muita coisa acontece entre o momento em que você toca um bolha, até o momento em que ela se explode... Muita coisa acontece a cada segundo de sua vida...

Vida. A vida é como uma ampulheta. Não que ela seja uma contagem regressiva, não é isso que quero dizer... A vida é como uma ampulheta, repleta de pequenos grãos de areia, passando a todo instante, se juntando a algo maior.

Não menospreze as pequenas coisas, não aja como se elas fossem dispensáveis e entenda quando alguém se sentir afetados por elas.

E quando eu digo pequenas, digo as menores possíveis. Aquelas que parecem ser apenas mais um grão de areia no meio deserto, que parecem não ter importância diante do resto.

Mas lembre-se que toda aquela imensidão do deserto é formada de pequenos grãos, apenas os pequenos grãos, juntos, criando o conjunto.