Texto: Guilherme Bayara | Imagem: We heart it

sonhos

Sonhos guardados em um pote, alguns enrolados,

alguns esquecidos, alguns queimados,

alguns lutando para sobreviver,

alguns necessários.

Foram muitos os sonhos que deixei para trás, alguns por terem se tornado realidade, outros por eu ter deixado de sonhar.

Todos nós temos muitos sonhos, realidades, fantasias... Desde que somos pequenos até o dia em que morremos, temos milhares de sonhos. Alguns se realizam, outros não, alguns são possíveis e outros são apenas sonhos...

Tenho muitos sonhos atualmente, alguns irei realizar, estou certo de que os tornarei realidade. Outros eu sei que são apenas sonhos, são minhas fantasias. Ah, mas eu não largo delas, são como meu mundo paralelo, minha vida perfeita, é quando eu sonho acordado, é quase minha série pessoal. Meus sonhos me alimentam, me sugam, me prendem, me libertam. Meus sonhos são parte de mim, eu sou parte deles. Não há como separar.

Já sonhei em dominar o mundo, é verdade. Já sonhei em ser famoso, também é verdade. Já sonhei em ser a pessoa mais incrível do mundo, não sei como, mas também é verdade. Hoje meus sonhos são mais plausíveis e palpáveis, bom, pelo menos parte deles é.

A verdade é que eu sou um sonhador, não vivo sem sonhos. Mas sonho com o pé no chão, sei muito bem o que são sonhos possíveis e o que são fantasias. Acho que se não sonhasse tanto eu não escreveria tanto. Sonho, logo escrevo. Ou seria o contrário? Não sei...

Talvez eu esteja sonhando agora, e talvez seja esse o motivo de eu ter repetido tanto a palavra sonho. Afinal, apenas em um sonho as coisas fazem sentido quando estão infinitamente repetidas, bagunçadas e aleatórias... Talvez você esteja sonhando agora, pois ler é fantasiar e fantasiar é sonhar...

Foram, são e serão muitos os meus sonhos... Alguns enrolados, alguns esquecidos, alguns queimados, alguns lutando para sobreviver, alguns necessários, guardados em um pote.

Alguns realizados e outros muito bem fantasiados.