Texto: Guilherme Bayara | Imagem: We heart it

7TfPXc7uwowcwel5zHmxrLh2o1_500_large

Tradução do titulo: Um amor intoxicante.

O amor que me cura

É o mesmo me envenena.

Sangue vital percorrendo meu corpo, sangue venenoso me intoxicando como um todo.

Um amor tóxico, viciante.

Como uma droga que não perde seu efeito alucinógeno. Eu preciso dele, necessito, estou viciado. E como uma droga, ele se degrada, e ao contrário das drogas, a parte boa não se esvai...

Continuo a me sentir nas nuvens, a sentir borboletas nos estomago, a me sentir bem...

Mas aos poucos vou me degradando, me consumindo.

Me intoxicando com este amor...