Texto: Guilherme Bayara | Imagem: We heart it

vazio_empty_mente_sincero

Esse é um daqueles momentos em que você quer colocar tudo pra fora... 

Em que você quer apenas falar, sem se importar com o que vai sair.   

Sem poetizar, sem fugir de certas expressões, sem preocupação.   

Na verdade você escreve por estar preocupado, escrever por querer desabafar, escreve mais sentimento e menos português. Não interessa se faz sentido, contanto que te faça feliz.   

É querer desabafar sem ter com quem falar, às vezes sem ter o que falar.   

Não interessa...   

Você só sabe que isto tem de sair do seu peito, e as lágrimas não ajudam, os risos também e não adianta se embebedar... Chocolates, exercícios, trabalho... Nada te dá paz, ou ao menos te distrai...   

Não interessa a escrita, que se exploda a literatura, os bom modos, a coerência e o pudor...   

O que lhe vier à mente, tem de sair pela boca. Desde a mais singela palavra até as mais escrotas.   

Mas...   

...e quando na lhe vem à mente, quando é esta ausência que lhe incomoda, quando é vazio que lhe tortura. Você sente falta, mas não sabe de que... Como reagir?   

A mente parece entrar em colapso...   

Bem, tudo que lhe resta é ser sincero... 

Se entregue, abrace o nada, pois após cruzarem os espaço vazio teus braços apertaram o que lhe é mais importante...   

O vazio está ali para ser preenchido... 

O que está esperando?