tumblr_lg91vw736o1qzd6kko1_500_large

Te amo, ou amo nossa história?   

Já não sei   

Me perdi,    

Não te encontro.   

Desejo teu corpo junto ao meu   

Queria poder te esquecer   

Já não sei mais se sou seu   

Nossa confusão de sentimentos, histórias, encontros e desencontros. A dinâmica do amor, sem rumo e sem razão.   

Cada encontro um alívio, cada partida uma ferida. Um ‘chegar muito tarde e partir muito cedo’ que tortura nossas pobres almas e consome nossos corações.    

Esqueça-me, então te esquecerei. Não posso ser o primeiro, não quero quebrar seu coração mais uma vez.   

Quem sabe assim possamos descansar em paz, largar de vez essa dor que corta o peito sem sangrar, talvez nossos pulmões voltem a respirar normalmente, ofegar em outros corpos.   

Será que seríamos incapazes, ou somos apenas crianças teimosas? Será que morreríamos sufocados antes de conseguirmos outros ares, será que nossos corações sangrariam até a morte. Será?    

Não sei se conseguirei um dia, não sei mais o que é o nosso amor. Não sei se amo nossos dias felizes, não sei se nos amo. Nas chegadas e partidas acabei confundindo as direções, cheguei num beco sem saída. Te amo, ou amo nossa história?